Páginas

domingo, 24 de janeiro de 2016

Hortelã Gorda, Hortelã-do-Norte


Essa planta já me causou alguma confusão, porque ela tem cara de boldo, nome de hortelã e cheiro de orégano. De fato, a cara de boldo explica-se pelo seu parentesco com o mesmo, as folhas suculentas, peludas e macias, embora menos flexíveis. Mas basta tocar a planta para que ela exale um forte cheiro de tempero, algo que me lembra orégano. Muita gente comentou que sentem na planta cheiro de "remédio", mas eu não sei exatamente o que isso quer dizer. Um cheiro medicinal?

A hortelã-do-norte (Plectranthus amboinicus) tem outros nomes populares, como hortelã-gorda, hortelã-pimenta, malvarisco e malvariço. No norte e nordeste ela é usada como condimento especialmente para carnes vermelhas, devido ao seu sabor intenso. O aroma, aliás, é forte, muito picante e levemente amargo. O cozimento prolongado pode reduzir a picância e aumentar o amargor.



A hortelã-do-norte tem muitos usos tradicionais na medicina popular, sendo usada como antiinflamatório, no tratamento de reumatismo; tem também forte ação fungicida e pode ser usada para destruir larvas de mosquitos transmissores da malária (Anopheles). É usada no tratamento de doenças respiratórias e tem uso tradicional como "lambedor" para sintomas de gripes e resfriados. A inalação do aroma das folhas ajuda a descongestionar as vias aéreas, e seu consumo como tempero favorece a digestão e estimula o trabalho do fígado.

Quanto a chamar-se hortelã, ela causa confusão, porque apesar do parentesco distante, não tem nada em comum tanto na aparência quanto no cheiro. Eu me dei ao trabalho de verificar qual a composição aromática da planta, porque eu nunca senti nada que me lembrasse a hortelã nela. Como sei que a percepção de aromas é um tanto subjetiva, imaginei que cada pessoa pudesse sentir um aroma diferente. Mas os fatos comprovam minha percepção - ela é similar ao orégano, assim como a hortelã do norte, rico em carvacrol e timol, duas substâncias que dão seu sabor característico. O sabor ligeiramente amargo fica por conta da substância chamada undecanal, a terceira mais abundante.

As hortelãs e mentas são ricas em mentol, mentona e iso-mentona, substâncias com um aroma bastante diferente das encontradas na hortelã-do-norte. Então, a única razão que eu encontrei para o nome "hortelã" vem do inglês, onde ela é chamada principalmente de "mexican mint", a hortelã mexicana. Será que resolvi o mistério?

Ah, repare que a forma dela é influenciada pela temperatura, umidade e presença de sol. A mesma planta, fotografada no auge da estiagem e no auge das chuvas, comprova o que digo.

Em pleno sol e na época da seca, plantas
compactas e folhas mais largas.
Na sombra e em plena época de chuvas:
folhas maiores, planas, arredondadas e
menos suculentas. Note os respingos de terra.
Para multiplicar, basta pegar um ramo e colocar na terra, protegido do sol intenso, até que enraíze e comece a crescer. É bem fácil de cuidar, pouco atacado por pragas e cresce rápido.

Na cozinha, use em pequenas quantidades. Eu recomendaria usar uma lasca da folha, e ir temperando conforme a comida cozinha. Ah, uma folha jovem colocada na água do macarrão dá um sabor adorável à massa. Minha amiga do Ceará disse que a mãe dela faz picadinho na carne-de-sol. E você, como consome? Conte pra gente!

5 comentários:

  1. Olá,gosto de fazer com frango abafadinho,quando término o frango,desligo a panela e coloco ele picadinho e tampo a panela,e gosto também de colocar na feijoada,fica uma delícia.

    ResponderExcluir
  2. Olá,gosto de fazer com frango abafadinho,quando término o frango,desligo a panela e coloco ele picadinho e tampo a panela,e gosto também de colocar na feijoada,fica uma delícia.

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada por informar como cuidar dessa hortelã, ganhei uns maço e queria cultivar, mas na sombra com água ela não está indo pra frente. Estou fuçando a internet a meia hora e não econtro nada sobre elaai lendo sua matéria, a parte mais importante para mim, vem com um "ah" tipo lembrei mas a mais importante, de manter o cultivo. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Adoro essa planta ,eu espalho ela por todo canto do quintal pois fica bem bonita .
    Adoro fazer kibe com ela e não uso polco não rsr e ponho mas pimenta pois adoro sentir as ervas e ver o quanto tenho de fibra não uso ovo uso quinoa faço assado fica super saboroso.

    ResponderExcluir
  5. Moro no norte de Minas, na margem do Velho Chico. Minha mãe aprendeu com minha avó a usar o malvão, que é como chamamos por aqui, como um excelente tempero pra peixe. Não sentimos amargo algum. Abrimos o peixe ao meio, socamos a folha com alho e sal e passamos por dentro, esfregando bem. No filé de peixe fazemos do mesmo jeito. Depois fritamos ou assamos. No cozido usamos em menor quantidade. Experimente aí

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...