Páginas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Caferana, Falso-guaraná

A fruta e sua polpa

Ultima chamada para a colheita da caferana! Ao menos aqui em São Paulo, as árvores estavam carregadinhas até algumas semanas atrás, e eu bobeei. Até que me deparei com uma árvore linda no Butantã, aqui em São Paulo, e ao maior estilo maritaca, fiz a festa. Madura, não tinha fruta nenhuma no pé - apesar da cor alaranjada, são duras, verdolengas e levemente amargas. Não dá tempo - os pássaros e morcegos devoram assim que a fruta amadurece. Quando vermelha indica que está de fato madura, atraindo magicamente uma nuvem de maritacas degustadoras de caferana.

A caferana é chamada de falso-guaraná, acredito que pela semelhança das folhas. Para mim, a caferana me parece mais com as folhas do cafeeiro. Eu tenho uma teoria que sei que está errada, mas sou apegado a algumas idéias. Acredito que chama-se caferana porque "rana" em tupi significa "parecido com". Caferana, a parecida com o café. Mas não tinha café aqui pra índio dar nome, então entenda que essa é uma viagem só na minha cabeça. E se souber uma explicação para o nome, me conte.

Fruta madura no pé é irresistível para as aves.

O chão forrado de sementes.
Por acaso, não achei nenhuma muda por perto.

A colheita foi boa - apenas frutos imaturos.
É uma frutinha nativa dos andes, pouco comum aqui no Brasil, mas perfeitamente aclimatada. Se adaptou bem, embora não seja uma planta invasiva, é bem prolífica, cresce rápido e é uma boa fruta para ter no quintal.  Seu formato é característico, com um biquinho, o tamanho é algo menor que uma noz e possui um par de caroços brancos dentro. A casca é uma película fina que some na boca, deveras, porque os caroços são grandes e toda polpa deve ser aproveitada. 

Os frutos maduros, vermelhos, são molengos e tem textura de extrato de tomate. Eu sei, a descrição não agrada muito. O sabor lembra amendoim, por isso lhe foi dado o nome de peanut butter fruit. E você aí, tente imaginar extrato de tomate com gosto de amendoim...

Elas amadurecem de uma hora para outra. A cada 12h ela mudam de cor completamente e se você não acompanhar todo dia a sua colheita, elas estragam. Quando imaturas, são duras e alaranjadas, mas maduras ficam vermelhas e moles feito caqui. Aliás, não empilhe, ou o peso das de cima vão esmagar as que ficarem abaixo.
De noite, metade estava verde.

Ao amanhecer, já rearranjadas, estavam todas
maduras, perfumadas e molengas.

Os usos dela são grandes, porque é uma fruta de polpa cremosa que rende bons sucos, geleias, mousses e até mesmo balas. Estou testando doce de corte, mas preciso de uma quantidade maior. Por enquanto, dá para passar no pão com um pouco de mel, porque a fruta se desfaz ao menor toque e pode ser espalhada feito manteiga no pão. A cor vermelha, como esperado, indica um teor altíssimo de vitaminas do complexo A e C, além de compostos antioxidantes, tornando a caferana uma opção extremamente saudável para ser incluída na dieta.

Para comer in natura o sabor é para poucos, não é muito doce, a textura é pesada na boca, não tem absolutamente nada de acidez e o sabor lembra amendoim cru. É o primo sem-graça do caqui. Mas cozida, processada, vira iguaria, casando perfeitamente com pão e com massas, seja feita como geleia ou pasme, como molho de tomate. Sim, acompanhada dos temperos certos, rende um molho escarlate saboroso, cremoso e intrigante.

Para extrair a polpa, use uma peneira de plástico ou metal, coloque várias frutas e aperte com o punho, em movimentos circulares, empurrando a polpa com os dedos - ela passa sem resistência. Para grandes quantidades pode ser um tanto tedioso, então é preciso desenvolver um sistema para processamento da polpa em escala comercial. Mas em escala doméstica em meia hora dá para processar meio quilo de fruta, o que significa muuuuita fruta.



Lá em casa eu tinha uma árvore de caferana, mas ela foi cortada para dar lugar à horta. Eu não sabia que se chamava caferana - me foi vendida como guaraná e para mim, aqueles frutos polposos nunca tiveram uso. Curiosamente, era atacada toda temporada por lagartas que viravam lindas borboletas azuis, então mesmo sendo um não-guaraná, ficou lá para as borboletas. Mas ampliamos a horta e ela foi removida. Ah, arrependimento! Uma árvore rara em casa, mas sabe como são as pessoas com expectativas frustradas... 

Se encontrar uma caferana dando sopa por aí, salve as sementes e faça mudas, que crescem rápido, são altamente ornamentais e decorativas. E se não gostar dos frutos, sejam crus ou processados, deixe para os pássaros, que aparentemente achar a caferana a coisa mais maravilhosa que há. Na natureza nada se perde! :)

Vamos plantar caferana nas praças!

13 comentários:

  1. Que delícia essa sua postagem, tanto o texto quanto as fotos me deixaram muito ansiosa em sair na rua olhando para cima na expectativa de encontrar essa tal de caferana!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que delícia, fiquei imaginando o extrato de tomate com gosto de amendoim! hahah

    ResponderExcluir
  3. Realmente é encantador ver um pé de Caferana colorindo o jardim. Aqui em casa ela está cheia de frutinhas e vindo mais flores. Fiquei curiosa pra saber como fazer o suco e encontrei esse post. Adorei!
    Até agora só encontrei uma frutinha vermelha, as demais os pássaros já saborearam. Vou colher e guardar em casa pra ver se amadurecem sem virar comida de pássaros.
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  4. Encontrei um pe na minha escola, mesmo sem saber o que era eu experimentei. Estou pesquisando sobre.

    ResponderExcluir
  5. eu plantei um pé. na frente de minha casa. ele esta carregado.quero saber como faço ,sucos e para passar no pao, com mel .quem souber me explica;; obrigado

    ResponderExcluir
  6. Pois é, eu tenho uma árvore dessa espécie no pequeno quintal da minha casa, aqui no centro da Cidade de Campinas. Ela produz frutos em duas cargas seguidas. Mesmo sendo centro de uma cidade grande aparecem sanhaços azuis e caga-sebos para devorarem os frutos. Mantenho a árvore apenas para alimentar esses pássaros. O canteiro fica cheio de mudas sempre.

    ResponderExcluir
  7. Tenho uma Caferana aqui em casa,me foi dado como Guaraná,mas pesquisando aqui tirei todas as minhas dúvidas.Grata pelos esclarecimentos!

    ResponderExcluir
  8. Tem um pé no meu quintal um pouco mutilado, já estava assim quando compramos a casa, não sabia o que era, sei que os comem e minha irmã andou provando,disse que era doce. Vou juntar algumas sementes para fazer mudas.

    ResponderExcluir
  9. Tem um pé no meu quintal um pouco mutilado, já estava assim quando compramos a casa, não sabia o que era, sei que os comem e minha irmã andou provando,disse que era doce. Vou juntar algumas sementes para fazer mudas.

    ResponderExcluir
  10. Adorei o Post. Tenho três mudinhas no quintal que parecem ser caferana. Estava aqui procurando imagens para conferir porque não conheço a árvore. Experimentei a fruta através de uma colega do trabalho e acho que andei jogando as sementes no pequeno jardim que tenho em casa.

    ResponderExcluir
  11. peanut butter fruit, tá de brincadeira!!!
    manteiga de amendoim, meu amigo

    ResponderExcluir
  12. Vou plantar em vaso, quando conseguir sementes. Fiquei bem curiosa pra experimentar esse fruto.

    ResponderExcluir
  13. Guilherme, você pode me indicar alguns pontos em que encontro essa árvore aí em São Paulo? Quem sabe eu faça uma visitinha da próxima vez que for aí. abço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...