Páginas

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Beldroegão. Chegou a época de fazer estacas


Colhi um bom maço. Dá para comer as folhas e
replantar para ter sempre.
Agora, com a primavera, todas as mudinhas de beldroegão (Talinum paniculatum) que estavam "adormecidas", seja pelo frio ou pela estiagem, voltaram com força e estão rebrotando. Bastou uma chuva, e duas semanas depois suas raízes espessas, negras por fora e brancas por dentro, emitiram brotos verdinhos em busca de sol. Em uma praça aqui perto de casa crescem à olhos vistos, ainda que minguadas pelo solo pobre e duro.

É uma planta, além de ornamental, nativa e comestível, muito resistente, pouco atacada por insetos, da qual se come a raiz, folhas, flores e até sementes. Se desenvolve bem no sol ou na sombra. Ou seja, vai em qualquer lugar, mesmo em vasos, então é uma daquelas plantas que você precisa ter na horta.

Beldroegão rebrotando com o calor (e as chuvas).
Enquanto nós não damos atenção para ela, fora do Brasil é uma iguaria, e um professor da Universidade de Melbourne, o Prof Chris Willians, me contou que em suas viagens já a encontrou a venda, por preços razoáveis, sob o nome de Ceylon spinach ou ainda Philippine spinach. Ou seja, nenhuma novidade sobre seu uso alimentar. Similar a um espinafre, possui um sabor característico e pode ser consumida crua ou cozida.

Os nomes são vários, chamada ainda de cariru, lingua de vaca, major-gomes, entre outros inúmeros nomes populares. Também a outra espécie parecida, de folhas mais claras, menor porte e flores maiores, de usos similares, denominada Talinum triangulare, muitas vezes Talinum fruticosum.
Fiz um experimento e posso afirmar: embora mirradas quando espontâneas, caso sejam cultivadas em um canteiro com solo fértil, adubado com composto orgânico e irrigação periódica,a planta fica enorme, suculenta e muito produtiva. E é uma maneira de ter certeza que seu consumo é seguro, ao invés de coletar na rua.

Uma boa dica para fazer mudas é escolher estacas
com um pedaço da raíz espessa, que enraíza muito
depressa. 

Planta de um ano e de dois anos, note como a
raiz fica de fato espessa. É a reserva de energia da planta

As raízes são também comestíveis.
Para multiplicar, apesar das sementes abundantes, recomendamos fortemente o plantio por estacas ou mudas. Para colher mudas, umedeça o solo e escave-o com uma pá ou colher profunda, nunca fazendo força ou arrancar, o que pode quebrar a planta. Remover as folhas maiores ajuda a planta a não desidratar. 

Alternativamente, ela pode ser multiplicada por estacas, porções de caule de por volta de 10cm, sem flores e de preferência mais velhas (lenhosas). Essas estacas devem ser desfolhadas (com ou sem broto) e podem ser imediatamente plantadas em solo fértil, à meia sombra. Em uma ou duas semanas irão emitir raízes e formar uma nova planta, produzindo em seguida muitas folhas.

Um comentário:

  1. Obrigado pelas informações, vou caçar essa beleza por aí!
    abraços.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...