Páginas

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Picão ajuda a emagrecer?

Estou fazendo um favor pra essa planta, dando mais mídia e divulgação, porque ela merece. E olha, esse título é uma provocação: picão não emagrece. Mas não engorda. E faz tanto bem pra saúde que eu acho legal você continuar lendo.

O picão tem tantas propriedades boas que deveriam lhe dar mais atenção. É um coquetel de nutrientes. Rico em minerais, como magnésio, ferro e potássio, também tem bastante vitaminas A, C e E. Claro, quando cozido, parte das vitaminas vão embora, mas boa parte fica - além das proteínas. Ajuda na má digestão, é bom no tratamento de úlceras, aftas e problemas do fígado. Ainda, é desintoxicante, estimula a imunidade e possui ação anti-inflamatória. Pode ser desidratado e misturado junto na farinha, para um pão mais nutritivo. Ou ainda, colocado no arroz que vai cozinhar, no omelete, na sopa....

Quando começam as chuvas, uma das primeiras plantas que aparece é o picão. Folhinhas serrilhadas, crescimento rápido. As flores podem ser amarelas, fechadinhas, no caso do Bidens pilosa, ou Picão Preto, ou margaridinhas brancas, no caso do Bidens alba, Picão Branco. Em ambos os casos, as plantas são comestíveis, e gostosas. No caso das folhas do bidens alba, a planta é mais alta e as folhas, maiores.


Bidens alba: florezinhas brancas e agulhas negras.

O picão é uma daquelas plantas fáceis de reconhecer, especialmente quando as sementes já foram formadas. As sementes são fininhas, escuras e possuem duas anteninhas. Aliás, são elas que dão o nome pra planta em latim: Bidens significa "dois dentes", em alusão á forma das sementes. Não chegue muito perto, se não, ooops, picão preso na roupa. Picar, mesmo, ele não pica. Mas gruda, enrosca. E é por isso que tem picão em todo lugar: esse enroscamento todo faz com que, grudado no pelo de animais, vá cair bem longe de onde nasceu. E, se nenhum animal aparecer para levar as sementes, elas caem por ali mesmo e alegremente formam touceiras de picão.

Os Bidens nascem durante o ano todo, por toda parte. Porém, precisam de chuva para germinar, então são mais escassos no fim do inverno por causa da estiagem. Mas no resto do ano, picão à vontade! Cada planta produz dezenas de sementes, que darão origem a dezenas de plantinhas assim que cair a primeira chuva. O aquênios, as agulhinhas pretas, aguentam muitos anos no solo até rebrotar novamente, então mesmo que os picões tenham sumido, podem reaparecer com força total no outro ano.

Bidens pilosa, florzinha singela sem pétalas.

O picão é uma planta de ciclo curto. Em geral, dura de 6 meses a um ano. Depois da floração, a planta fica com manchas nas folhas, e seca completamente. Esse é o momento em que as sementes devem ser colhidas e a planta tombada para se decompor.

As flores são muito simples, porém cheias de pólem e néctar, sendo uma fonte fundamental para abelhas em tempos de estiagem. Então, se não for consumir, não arranque: deixe para os insetos.

O sabor lembra espinafre, e algo picante (picão?) da folha da cenoura - mas pode ser impressão minha. Como tem muitas saponinas, é bom ser fervido antes, para ficar realmente seguro para consumo - da mesma maneira que se faz com o espinafre. Folhas jovens e brotos são mais gostosos e menos fibrosos, assim como as plantas que nascem mais na sombra tem sabor mais suave. Os talos são fibrosos e não muito fáceis de comer.

Bidens alba, produzindo muitas sementes.


GUIA DE IDENTIFICAÇÃO
Bidens alba e Bidens pilosa. Folhas pecioladas, opostas, com formato oval ou pontuda (lanceolado), folhas simples ou compostas por 3 a 9 unidades, sendo em geral compostas por 5 a 7 folíolos. Cada folha chega a um palmo, possui folha verde escura e a parte abaxial (inferior) da folha com pilosidades (no caso de B. pilosa), e borda serrilhada. O caule é ereto, ramificado, podendo ser arroxeado em plantas que nascem a pleno sol. As flores são capitulos amarelos, nascendo isolados ou em grupos, com pétalas brancas ou ausentes, parecidas com margaridinhas, de aproximadamente 2cm de diâmetro.


LOCAL DE OCORRÊNCIA

Qualquer local. Sem exigências em relação ao solo, gosta mais de pleno sol. Em solos úmidos e férteis pode chegar a 1,5 metros de altura.


MODO DE PREPARAÇÃO

Folhas, cozidas, refogadas pou desidratadas. Folhas e flores na forma de chá.



RECEITA:




Sopa de Cenoura à Tailandesa  com Coentro e Picão

Essa sopa era uma das especialidades do restaurante que trabalhei na Irlanda, o Stag's Head Pub, mas dei uma adaptada e a deixei melhor do que nunca, acrescentando o coco, a laranja e a noz-moscada, inspirado pelos aromas orientais. É cremosa, nutritiva, tem uma cor linda e um sabor muito especial, devido ao acréscimo de ervas aromáticas. Outro segredo da receita: a cenoura é dourada lentamente antes do cozimento, o que dá um sabor profundo à sopa. Mesmo quem não suporta coentro vai gostar dessa sopa. Pode ser consumida quente ou gelada.

Ingredientes: (para 4 pessoas)

6 cenouras grandes, descascadas e picadas
1 col sopa de coco ralado, fresco ou seco ou 3 colheres de leite de coco
suco de 1/2 laranja azeda
4 dentes de alho, pilados
3 cm de gengibre, descascado e picado
4 col de sopa de coentro picado
4 col de sopa de salsinha picada
1 pitada de pimenta
1 pitada de nos moscada ralada
2 xícaras de folhas de picão picadas finamente
3 col sopa de óleo

Coloque o óleo na panela de pressão, e em fogo médio, doure e refogue as cenouras, mexendo sempre. Após 10 minutos, adicione os alhos, o coco ralado e o suco de laranja. Complete com água até 2 dedos acima da cenoura. Tampe e cozinhe por 25 minutos após criar pressão.

Enquanto isso, ferva 4 xícaras de água, adicione o picão, deixe descansar por 10 segundos e descarte a água. Reserve o picão.

Assim que a pressão da sopa tiver saído, adicione o coentro, o gengibre e bata no mixer ou liquidificador até virar um creme consistente. Adicione o picão escaldado, a salsinha picada, a pimenta, a noz moscada, acerte o sal e sirva.

Acompanha bem torradinhas com azeite, queijo ralado e legumes fritos. Pode ser servida gelada, em taças, para dias quentes de verão.

4 comentários:

  1. Aqui em casa tem muito ,sempre ao passear pelo quintal recebe uma picada,quando minha filha era pequena tinha bolinhas pelo corpo por causa do calor fazia o chá e dava na mamadeira e banho,sei que é muito bom pra anemia também.Mas não sabia que podia comer.Obrigada Gui vou usar.(Valéria silva)

    ResponderExcluir
  2. as pessoas "antigas" davam banhos em recém-nascidos com o "picão" para curar a "cor" "amarelada" da pele.
    abraço
    Luiz Carlos

    ResponderExcluir
  3. Oi pessoal, tudo bem? Aqui em casa tenho muito picao , eu não sabia que se pode comer. Sempre que ando pelo quintal, minha roupa fica cheia de sementes. Agora saberei como aproveitar melhor seus benefícios. Abraços e obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Perai, entendi bem? Sou comedora de mato desde que nasci: Serralha, língua-de-vaca, azedinha, picão branco... tudo na panela de gente que nunca foi com a cara de verduras de "butique". Mas eu entedi bem e poderia ter comido o picão amarelo? Que coisa boa de nformação útil! Obrigada!
    angela

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...