Páginas

sábado, 10 de janeiro de 2015

Tiririca: praga gourmet (parte 2)

Falamos das tiriricas ou chufas na postagem anterior. Mas inda temos outra tiririca para falar, e ela é bem diferente dessa primeira. A tiririca amarela, que falaremos agora, é mais fácil de identificar, porque há poucas espécies parecidas.

Ela é claramente identificável pela sua flor amarela em forma de estrela, o que lhe dá os nomes de capim-estrela, grama-estrela e tiririca-estrela.  O porte é menor, e ela nasce praticamente em qualquer gramado. A folha parece de grama, mas como não reconhecer essas florzinhas amarelas?


A parte comestível, mais uma vez, é a batata subterrânea. Para isso, você vai precisar de uma pá. Nada de puxar na mão, porque ela quebra e você perde a batata, que fica bem funda, quase 10cm pra baixo no solo.

As batatas podem ser de vários tamanhos - as pequenas, eu replanto para colher depois. Plantadas na horta, bem irrigadas e a pleno sol, ficaram enormes e suculentas.

Diferentemente da tiririca chufa, que vimos no post anterior, essa tiririca dá a batata logo abaixo das folhas, então ela não de espalha tanto na horta - e é mais fácil de colher.

Para preparar, tire a pele preta que a recobre, assim como as raízes gordas. Use uma bucha nova e elas ficarão limpinhas com uma simples esfregada. Ela possui pontos pretos, onde a raiz se prendia à planta - não se preocupe com isso, é normal, não é sujeira

Tiririca amarela: as batatonas.
O consumo? Bom, eu cozinhei e achei meio sem-graça, além de ficar meio babenta. Na literatura, consta que ela é muito nutritiva e fonte de inulina. Porém, eu gostei mesmo é de consumí-la frita. Não colhi muitas porque o chão estava duro e seco, mas acho que se você manejar e plantá-las na horta, terá bons resultados. Apenas limpei e fritei em óleo quente. Pra minha surpresa (isso já foi indicado na literatura) ela fica crocante e saborosa, com sabor de batata frita.

Claro que eu fiz tudo isso a noite, as fotos saíram feias, cheias de chuvisco e eu preferi não publicar. Mas saiba que ficam muito boas e vale a experiência.


As que você colheu estão pequenas? Replante na horta, num cantinho. Elas ficarão gordas e viçosas, como as que colhi.




GUIA DE IDENTIFICAÇÃO
Hypoxis decumbens. Herbacea, pequeno porte. Folhas lisas, fortemente marcadas por veios, finas, pontiagudas. Flores amarelas em forma de estrela, com 6 pétalas. Raizes grossas e úmidas, "batata" subterrânea de pele escura e polpa branca.

LOCAL DE OCORRÊNCIA
Pleno sol, semi-sol. Gosta de solos úmidos, cresce bem em gramados, onde é praga.


PREPARO
Batata subterrânea, crua ou cozida, especialmente boa frita (batata).

2 comentários:

  1. Adorei esta postagem e gostaria de saber se
    podemos comer todo tipo de tiririca?

    ResponderExcluir
  2. ESTOU BUSCANDO ESTA TIRIRICA AMARELA PARA CULTIVAR, ALGUEM CULTIVA ESTA FOLHA PODERIA ME AJUDAR?
    MEU EMAIL É MAYCHELPESSOAL@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...