Páginas

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Cogumelos comestíveis?

Ah, como eu gostaria de um guia confiável de identificação de cogumelos! Essa época de chuva traz tantas preciosidades que aparecem nos lugares-comuns de casa, quintal, raízes, composteira, gramado. São redondos, compridos, cheirosos, suculentos, crescem a olhos vistos. 

Nos tempos que estive na Irlanda, era cogumelo quase todo dia. Era barato, saudável e extremamente saboroso. Que me lembro, pelo menos umas 5 variedades, desde o button mushroom até o chestnut mushroom, uma unanimidade por lá.

Eu confesso, alguns eu coleto, aperto, cheiro. Ah, o cheiro, que delícia! Mas não sou doido de colocar na boca uma coisa que pode ser o veneno dos venenos. Mas aprecio. Fora do Brasil, cursos e caminhadas de identificação de cogumelos e outros fungos não são incomuns, assim como encontrar cogumelos diferentes nos mercados.

Nosso tesouro gastronômico passa pelos cogumelos nativos, desconhecidos do grande público. Ah, lembre-se que plantas dão flores, tem folhas e hábitos. Os cogumelos, contudo, tem diferenças que são sutis demais para um leigo guloso. Em alguns guias, como esse, de Portugal, eles são classificados em comestível, não comestível, tóxicos e mortais. Sim, mortais. (Link aqui). De qualquer forma, não adianta um guia Portugues, precisamos de um tupiniquim. Alguém sabe algo sobre isso?

Aqui em São Paulo, mais uma vez, obrigado aos orientais. Há uns 5 anos você encontra cogumelos até nos mercados pequenos, e os orientais são os responsáveis por essa cultura e demanda. Ainda que sejam espécies estrangeiras, já é um começo.







5 comentários:

  1. Cogumelos! Realmente, sou grata aos orientais por trazerem esse hábito ao Brasil. Depois te conto de um artigo que li sobe o consumo de cogumelos após o acidente de Fukushima. Aliás, adorei as fotos ! Esse último é uma surpresa pra mim! Onde o encontrou?

    ResponderExcluir
  2. Guilherme, como faz pra seguir seu blog? Não achei em lugar nenhum do site....

    http://livrodasplantas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Talvez esse vídeo ajude: https://www.youtube.com/watch?v=rE-T450edBA
    É do C5 e fala sobre cogumelos comestíveis da Mata Atlântica.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Estamos a falar de reflorestamento aqui no Paraíba do Sul. Acho que devemos compreender os benefícios e os riscos para a saúde humana que essas belezinhas trazer! Um dos meus amigos menciona tuberculose, outros mencionam recebendo alta, e quase ninguém está falando sobre quais podemos comer! Eu sou da Irlanda e como você menciona em seu artigo, temos alguns bons cogumelos no menu lá. Eu quero aprender sobre os cogumelos que temos aqui e quais podemos cultivar e utilizar na cozinha! Excelente artigo !! - Green Man Farm - Paraiba do Sul, RJ

    ResponderExcluir
  5. Gui, tem um PDF do professor Jair putzke bem legal sobre cogus comestíveis, ele da um curso todos os anos aqui em canela/RS sobre cogus silvestres comestíveis, eu sou viciada neles e vou fazer esse ano! Tenho um pouco de conhecimento e posso dizer que os dois primeiros são do gênero Coprinus, esses pequenos não são comestíveis, mas conheço um grande que se derrete a medida da "amadurece" que é comestível Qndo jovem! O terceiro nunca vi, o quarto é uma delícia, o Lepsta nuda, que pode ser L. sordida tbn dependendo do formato, redondo L.nuda e meio irregular, L. sórdida, ambos comestíveis e deliciosos com um que de camarão! Os últimos não sei te dizer! Hehe espero que tenha ajudado e nessa temporada de cogus posso te ajudar a identificar! Costumo passear pelos bosques a procura de cogus já como alguns!! Nos falamos no grupo do Other! Um beijão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...