terça-feira, 1 de julho de 2014

Temperos - Qual seu Preferido?

Quais os temperos que você mais come na sua casa? Se tivesse que usar apenas 3 temperos para descrever sua alimentação, como seria?

Aqui em casa, os que mais usamos, são cebolinha, salsa e cebola. Se eu tivesse que escolher os meus 3 preferidos, seria cebola, pimentão e cominho.

Estou inspirado para falar de sabores porque hoje minha irmã me mandou uma gráfico muito legal sobre os sabores do mundo. Foi exatamente essa a proposta: três temperos que dessem uma noção geral da culinária de determinado país ou região.

São citadas 36 combinações - e nenhuma delas relacionada à América do Sul.

De Américas, aliás, só o México, que é América do Norte.

Clique na imagem para ampliar. (Em inglês)

Fiquei pensando nisso. São tantos os sabores, que acho seria possível fazer uma lista com os sabores do Brasil.

Para deixar bem claro, a maior parte dos sabores da cultura brasileira não são nativos das américas. Não? Na verdade, como quase todo mundo sabe, a maior parte das coisas que comemos são originárias de outras regiões. E claro, os temperos não escapam à lista. Alho, cebolas, manjericão, salsa, cebolinha, coentro, louro, cominho, cravo, canela - todas da Europa e em menor parte, Ásia.

Quis fazer uma lista simples de ervas e plantas nativas, que são em sua maior parte, usadas regionalmente, da América Central à América do Sul.

Separadas por ordem alfabética do nome científico:

Acmella oleracea - Jambu
Amburana cearensis- Emburana
Apium leptohpyllum - Salsão Silvestre
Bixa orellana - Colorau
Chenopodium ambrosioides - Erva de Santa Maria/ Epazote
Eryngium foetidum - Coentro de Pasto/Chicória do Norte
Lepidium ssp - Mostardas, Mastruços.
Leucaena leucocephala - Leucena
Lippia graveolens - Orégano Mexicano 
Nothoscordum gracile - Alho Silvestre
Ocimum selloi - Manjericão Anis
Persea americana - Folha de Abacate
Piper auritum - Hoja Santa
Porophyllum linaria - Pipita
Porophyllum ruderale - Quirquiña, Papaloquelite, Papalo
Schinus terebinthifolius - Pimenta Rosa
Tagetes lucida - Estragão Mexicano
Xylopia aromatica - Pimenta de Macaco

E você, conhece alguma dessas espécies? Aposto que andando pelas ruas você encontra Apium leptohpyllum, Chenopodium ambrosioides, Lepidium sativum, Leucaena leucocephala, Porophyllum ruderale, Schinus terebinthifolius.

Não seria legal se a gente resgatasse esses sabores? Se a gente soubesse de onde vem, culturalmente, o que a gente come? Se houvessem outras possibilidades na cozinha?

Dentro do próximos mês, semanalmente, farei uma postagem sobre algumas dessas ervas, seus usos e cultivo.

Já falamos da Leucena aqui e do Mastruço aqui.

Até a próxima!


2 comentários:

  1. Incrível o seu trabalho. Quando criança tínhamos em casa uma rama que cobria o telhado de um pequeno galpão, cujos frutos eu acreditava ser de gengibre. Hoje pesquisando se havia uma espécie de gengibre como eu o conhecia, inclusive meus pais faziam uma bebida que chamavam de gengivite, deparei-me com o seu trabalho, não encontrando qualquer menção ao fruto que eu conhecia. Aduzi, por oportuno, que i fruto era muito semelhante ao gengibre. Acaso você tem alguma informação sobre essa trepadeira que conosco? Gostaria de ler seus comentários a respeito, para o que lhe forneço meu e-mail: fernandolacerdanoronha@gmail.com
    Antecipadamente agradecido,
    Noronha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernando, obrigado pela dica. Não entendi se a bebida era feita com a trepadeira com com o gengibre verdadeiro. Acho que essa trepadeira é o caruru-do-reino ou bertalha-coração, não? Será que era? Se for, me conte? Fiquei curioso, agora. Na família do gengibre não há absolutamente nenhuma planta que seja trepadeira.

      Segue link com fotos!

      http://2.bp.blogspot.com/-rWOr3jmuS14/T0TWSSzTCII/AAAAAAAA06w/VmqwNplaD4I/s1600/caruru+do+reino+1.jpg

      http://www.capetowninvasives.org.za/sites/default/files/uploads/images/Tuber%202.JPG

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...