segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Comida mexicana: dê uma chance pras leucenas

Não, você não está doido. Já falei desse assunto aqui, antes.

Mas achei bom retomar, porque poucas pessoas conhecem e é uma iguaria. Além de abundante essa época do ano. E ao contrário de comida gourmetizada em food trucks inflacionados, ela está também na ruana rua, mas é gratuita.

A leucena é uma planta exótica aqui no Brasil, muito usada para adubação verde. Como é árvore prolífica e resistente, acabou sendo usada em arborização urbana e recomposição de áreas degradadas (embora seja um uso absolutamente indevido, por ser invasiva e suprimir as nativas). Certamente tem uma nascendo perto de você.

Diferente da bertalha, da araruta, do ora-pro-nobis e da taioba, praticamente não entrou em nenhuma reportagem e em nenhuma publicação sobre plantas não-convencionais. Pouca gente conhece, mas deveria. Nunca soube de nenhum restaurante mexicano aqui na capital que a servisse no cardápio, embora seja abundante aqui no Brasil e facílima de ser conseguida. E típica da comida Mexicana.

E vamos combinar, é uma delícia. Adeptos da culinária viva a adorarão, porque ela é legume e tempero ao mesmo tempo, dando sabor e vida ao alimento sem precisar entrar em nenhum processo de cozimento - e sem ficar forte, ao contrário de alho e cebola. Ainda, ajuda na sua consciência ecológica, porque comer as sementes é impedir que essa árvore se espalhe mais e mais por aí, nada melhor para ajudar no controle e manejo das populações (ela é invasiva).

Das pessoas que eu sugeri que provassem, digamos que 10% não acharam boa. Em compensação, as outras 90% encheram de elogios e mimos a leucena. Seu sabor de alho com cogumelo é assim, ame-o ou odeie-o. Pra sorte da leucena, ela já está formando um fã-clube. Espero que você entre pros 90%. :)

Na casa da Neide Rigo, no passeio do Terra Madre Day, ela foi um dos pratos de PANC que entraram no cardápio.

RECEITA? Super simples. Semente amassadas no pilão (ou batidas no processador), sal, limão e azeite a gosto. Pode colocar tomates e abacate, mas é opcional. Quase um guacamole, um guajemole - esse é o nome que encontrei para ele em espanhol, acredite.

Faça, não deixe pra depois. Prove, fica uma delícia.


descascando as leucenas
debulhadas, os grãos suculentos e perfumados
Piladas e temperadas, acompanhando tortilhas frescas.
(Mas poderiam ser compradas, torradas, nachos)

Na tortilla, deliciosa.
 Promete que vai provar e depois me conta?





2 comentários:

  1. OLá,, Bacana...Já a uns 4 anos INTUI Isso...mas, COMI JA em SLADA as FOLHAS da LEUCENA ...vc sabe dizer algo sobre isso? o USo das Folhas? Agora, Eu como Praticante FRUGIVORO ...VIVO ...digo....VIVA a INVASIVA LEUCENA na CRUZINHA. ...eheheheh! Ah, se quiser responder tbém no mail gwsolar389@gmail.com agradeço, pois o BLogger não vejo sempre.... Gratidão!

    ResponderExcluir
  2. Misturei, no pate de ricota e ficou bom

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...