Páginas

Índice


Para consulta rápida. Índice por nome mais popular de plantas comestíveis abordadas no blog.

Basta clicar no nome da planta que um link com a postagem relacionada abre automaticamente.


Alface do Mato (Lactuca serriola)

Aipo Silvestre (Cyclospermum leptophyllum)

Alho Silvestre (Nothoscordum gracile)


Almeirão de Árvore/Radite (Lactuca canadensis)



Amaranto Africano (Celosia argentea)

Ameixa Amarela (Eriobothrya japonica)

Amora (Morus nigra)


Araruta (Marantha arundinacea)


Arnica do Mato (Porophyllum ruderale)



Batata doce (Ipomoea batatas) Parte 2


Bertalha Branca (Basella alba)


Bertalha Rubra (Basella rubra) Parte 2

Beldroegão/Major Gomes/ Cariru /Erva Gorda/Lingua de Vaca
(T
alinum paniculatum, Talinum triangulare)


Beldroega (Portulaca oleracea) parte 02 


Biri/ Ararutão (Canna edulis)


Br
edo/Caruru/Amaranto (Amaranthus ssp)


Buva/Rabo de Foguete/ Voadeira / Vassorão (Conyza bonariensis)

Canistel (Pouteria canistel)


Cará Moela, Cará Voador (Dioscorea bulbifera) parte 02

Caruru do Reino / Bertalha Coração (Anredera cordifolia) parte 02 parte 03


Ch
aya (Cnidoscolus chayamansa)


Crepe do Japão / Barba de Falcão (Crepis japonica)


Costela de Adão (Monstera deliciosa)














Dilênia (Dillenia indica)


Erva de Capitão (Hydrocotyle bonariensis)



Erva-pepino (Parietaria debilis)



Espinafre do Mato (Alternanthera tenella)



Feijão Guandu (Cajanus cajan) parte2 parte 03



Feijão Orelha de Padre/Mangalô (Lablab purpureous)



Fisalis (Physalis angulata) Parte 02



Gardenia (Gardenia jasminoides)


Guasca/Picão Branco (Galinsoga parviflora)


Gr
ão de Bico (Cicer arietinum)


Habu (Cassia occidentalis)



Hemerocallis (Hemerocallis fulva)


Inhame (Colocasia esculenta)


Jacatupé (Pachirryzus tuberosus)


Leucena / Guaje (Leucaena leucocephala) parte 02

Lulo (Solanum quitoense)


Major Gomes (Talinum paniculatum, Talinum triangulare)



Mamão Verde (Carica papaia)


Maná (Solanum sessiliflorum)


Manjericão Anis (Ocimum selloi)



Manjericão da Amazônia (Ocimum campechianum)


Manjericão Zaatar (Ocimum gratissimum)


Maria Pretinha (Solanum americanum)

Mastruço/Mentruz (Lepidium virginicum)


Mastruço Rasteiro (Coronopus didymus) parte 02

Menta peruana / Huacatay (Tagetes minuta)















Mutamba (Guazuma ulmifolia)

Oca do Peru (Oxalis tuberosa)

Onze Horas Comestível (Portulaca umbraticola)


Pata de Vaca (Bauhinia forficata)



Papalisa (Ullucus tuberosus)



Pé de Burro/Centella asiática (Centella asiatica)



Picão (Bidens pilosa, Bidens alba) (parte 2)



Pitanga (Eugenia uniflora)



Pixirica (Leandra australis)



Radite (Hipochaeris chillensis, Hipochaeris radicata)



Rúcula selvagem (Diplotaxis tenuifolia)


Serralha (Sonchus oleraceus)

Serralha de Espinho (Sonchus asper)













Serralhinha (Emilia sonchifolia, Emilia fosbergii)

Tagete perfumada (Tagete minutifolia)



Taioba (Xanthosoma sagittifolium) Parte 02



Tanchagem (Plantago major, Plantago lanceolata)

Tomate do Mato (Solanum dipoclonos)


Trapoeraba (Commelina erecta)

Trevo Azedo (Oxalis corniculata)


Tiririca Amarela (Hypoxis decumbens)



Tiririca (Cyperus esculentus)



Tupinambo (Helianthus tuberosus)



Urtiga (Urera ssp, Urtica dioica)



Uva Japonesa/Pau Doce (Hoveia dulcis)

26 comentários:

  1. Olá, primeiramente agradecer e parabenizar a iniciativa.

    Gostaria de fazer um pedido. Colocar uma pequena foto da planta no índice para facilitar a identificação. Tem uma planta que vi aqui a algum tempo, mas não lembro o nome, se o índice tivesse fotos facilitaria a identificação.

    Eu me proponho a contribuir com isso se for do interesse de vocês é claro.

    meu email: lucawistuba@gmail.com

    Abraço, paz!

    ResponderExcluir
  2. Adorei sempre tive vontade de saber o que eu realmente poderia comer....pois sempre morrei no sitio e brincava com essas plantas de casinha e fazia de conta que comia e sempre pensei em comer de verdade.muito obrigado pela informação.

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é muito bom. Gostaria de fazer uma sugestão: um índice com o nome das plantas já conhecidas e seu equivalente pouco conhecido.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Guilherme, amamos você! J[a em casa, Ale e eu, as suas cisas foram cuidadas, plantadas ou guardadas na geladeira. Com cuidado e carinho e longe dos Mon-capetas vestidos de Mon-santo.
    Fora um beijo e a promessa de novo encontro com matos radicais que meu marido agora deixa eu usar, te pergunto: Você também come coração de banana? Quero fazer um combo de palmito de jaca e coração de banana. Te conto como foi.
    Beijos,
    /\/
    /\/)angela)

    ResponderExcluir
  6. Que blog maravilhoso! Amei as informações e já adicionei aos meus favoritos! Parabéns! Os textos são informativos e muito agradáveis para a leitura :)
    Abraços e bom trabalho!!! Glaucia e Mauricio

    ResponderExcluir
  7. Fantástico site. Há anos que queria achar uma página destas e descobri que cortei muita coisa boa e útil por ignorância....Utilidade pública total!!!1 Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite. Em sua opinião, além da Guasca e da flor do Malvaviscus arboreus, quais são as mais saborosas, por favor ? Obrigado !

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela iniciativa.
    Descobri o blog por acaso, citado em outra matéria que li, e adorei.
    É muita informação de qualidade.
    Já pensou em publicar esse material para possibilitar uma leitura mais completa e rápida? Tenho muito interesse, mesmo que seja em PDF.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela iniciativa.
    Descobri o blog por acaso, citado em outra matéria que li, e adorei.
    É muita informação de qualidade.
    Já pensou em publicar esse material para possibilitar uma leitura mais completa e rápida? Tenho muito interesse, mesmo que seja em PDF.

    ResponderExcluir
  11. Oooi boa tarde! Amei o blog, muito interessante e ótimas informações!! Plantinhas que eu nem imaginava serem comestíveis!!
    Gratidão por compartilhar informações! Namastê ��

    ResponderExcluir
  12. Amigo, muito grato pelas informações. Onde posso adquirir sementes diversas de milhos crioulo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em geral, em feiras de trocas e picnic agroecológicos. Não conheço ninguém que comercialize! abraços

      Excluir
  13. Muito obrigado pelas informações !!

    ResponderExcluir
  14. Guilherme, excelentes dicas sobre a taioba. Tem informações sobre o Ora pro nobis?

    Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tereza, há uma postagem toda sobre elas aqui no blog!

      Abraços

      Excluir
  15. A azedinha posso consumir folhas e flores? E as batatinhas na raiz? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As folhas e flores pode sim, desconheço o uso das batatinhas! Abraços

      Excluir
  16. Olá! Não estou conseguindo enviar um email... Qual seu email por favor?

    ResponderExcluir
  17. Olá Guilherme!

    Parabéns pela iniciativa e relato, certamente inspirará muitas pessoas, inclusive a mim! :)

    Quando conheci o trabalho do fotógrafo Sebastião Salgado para recuperar a área degradada da fazenda da família dele, decidi fazer o mesmo.

    Minha ideia inicial era comprar uma área, plantar algumas mudas de árvores nativas e deixar a área se recuperar sozinha, tornando toda a área uma APP.

    Mas refletindo sobre esse projeto, ele não me parecia correto. Se a área fosse uma APP as pessoas não iriam se beneficiar em nada com ela.

    Então neste ano tive acesso a um vídeo do trabalho do Ernst Gotsch e minha visão mudou completamente! Podemos recuperar áreas com a completa participação do ser humano, onde este é ator de benefícios para a terra e não destruição.

    Assim, quero comprar um hectare apenas e fazer uma pequena agrofloresta experimental, para então expandir para uma área de maior.

    Espero que este seja o primeiro de muitos contatos e que sabe um dia possamos nos encontrar. Moro em Florianópolis e quando vier por estes lados me procure!

    Por fim, gostaria de fazer a primeira de muitas perguntas: como você conseguiu as sementes de feijão? Gostaria de iniciar com guandu mas as sementes são caras. Como as conseguiu?

    Grande abraço!
    Fabiano Petrillo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiano, a maioria das minhas sementes eu tive a sorte de ganhar de amigos, mas também frequento sempre pic de trocas de sementes e eventos de agroecologia, onde há trocas de mudas e muitas vezes, de sementes. Dê uma olhada nos grupos de agroecologia do face que sempre há novidades sobre isso. O guandu eu comprei em "casa do norte", mesmo. Outras coisas vendem pelo mercadolivre. Mas a maioria foi trocando, mesmo! Boa sorte com o trabalho, depois nos conte como ficou. Obrigado pela gentileza. Abraços

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...